quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

“Celebração (Traficante d´amor) remix” do rapper PM – Já toca no nosso rádio blog


O rapper Poderoso Mensageiro, mais conhecido como PM, lançou em meados deste ano o seu singile promocional intitulado “Positivismo”. Single de antevisão do seu próximo disco que em breve se estreará no mercado discográfico. No presente single promo “Positivismo”, contém uma faixa “bonús track” intitulada “Celebração (Traficante d´amor) remix”. Nós ouvimos e achamos bem integra-la na nossa selecção do rádio blog “musicangolanatuga”.

Escutem PM- “Celebração (Traficante d´amor) remix”

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Bonga apresenta novo disco “Hora Kota” em Portugal

Kota Bonga”, um dos grandes ícones do tradicional musical de Angola, precursor da música Semba de raiz angolana e a leva em palcos internacionais onde pisa, relevando as cores da nossa bandeira e orgulho da nossa terra. O músico, lançou mais recentemente em Angola, o seu “quadragésimo” disco intitulado “Hora Kota” no mercado discográfico, em 40 (quarenta) anos de carreira.

O disco foi agora apresentado em Portugal, no passado dia 23 do presente mês de Dezembro. O lançamento decorreu num jantar de Gala no restaurante “Mulemba X´angola”, onde estiveram reunidos/as, a malta daquele e dos nossos tempos (kotas e jovens).

Kizua Gourgel brinda angolanos em Lisboa


Kizua Gourgel
 















O músico angolano Kizua Gourgel esteve presente na “Gala de Homenagem e Entrega de Galardões de Mérito” que se realizou no passado dia 17 do presente mês de Dezembro na esplanada do espaço “The Docks Club” em Alcântara – Lisboa. O músico cantou temas dá sua autoria e revistou também, alguns dos nossos kotas, Rui Mingas, Felipe Mukenga, André Mingas (dando mostras de que o artista nunca morre), viajando até Michael Jackson.

Kizua Gourgel
















A Gala foi organizada pela Associação FJAP em parceria com a JMPLA/Amadora-Sintra, que visou homenagear angolanos na Diáspora, que com o seu trabalho têm ganho notoriedade social em Portugal e por além fronteiras, relevando as cores da bandeira de Angola.

Eric Santos (actor) e o grupo "Garimpeiros"

















Entre os homenageados e presentes, estiveram, músicos, actores, escritores, “escultores”, figuras relacionadas com a gastronomia, moda, desporto e de outras mais áreas sociais, também relacionadas com arte e cultura. Como os actores, Daniel Martinho, Miguel Sermão, Félix Fontoura, Ângelo Torres, Matamba Joaquim, Luísa Gabriel aka Lady G Brown, Isabel Ferreira, Izilda Mussuela os rappers PM e o grupo Força Suprema, o jornalista António Silva Santos, entre outros mais estiveram presentes. A presentação do evento este a cargo do actor Eric Santos.

Daniel Martinho (actor) e Dr. Isabel Ferreira (escritora e acrtiz)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Nandinho Semedo - Disco "A razão do povo" finalmente no mercado

Gala de Homenagem e Entrega de Galardões de Mérito – Dia 17´Dezembro

A associação “FJAP” está a organizar uma “Gala de Homenagem e Entrega de Galardões de Mérito”, que se realizará no sábado que se avizinha, dia 17 de Dezembro no espaço “The Docks Club” em Alcantrara, a ter inicio pelas 17h00. O evento visa homenagear angolanos na Diáspora, que pelo trabalho, se têm destacado nas actividades que exercem.

Como é comum nos eventos organizado por angolanos
, a boa música e ritmos que “suculentam” os nossos bodas, nunca faltam. Para este evento, a organização tem como convidados: Kizua Gourgel, PM, Garimpeiros, Félix Fontoura, Teta, Black Genuino, Mister Jack e ainda mais surpresas.

Para te inteirares melhor sobre a programação do evento, dê uma vista de olhos flyer.

Para mais informações contacte:
+351 967642298 / +351 968722303

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O músico angolano Teta - Divulga temas inéditos na internet (YouTube)

O músico angolano Hulutide Mateta, mais conhecido por Teta nas lides musicais, encontra-se a divulgar temas musicais inéditos, nomeadamente a música “Ainda não vai” (estilo tarraxinha), “Teus lábios” (estilo kizomba/zouk) e “Bom dia” (em R&B).

No nosso rádio blog, encontramo-nos a divulgar a música “Ainda não vai” (escute).

Mais sobre o músico:

Teta, nasceu no município do Nzeto na província do Zaire, começou a cantar rap com os amigos no bairro Sambizanga. Mais tarde, junto com os seus amigos, formaram o grupo de rap “Imperadores”, constituído por cinco elementos pertencentes a label “Os Laifas”. Em 1997, três dos elementos do grupo imigraram para o estrangeiro (Seth, Malamba e Roy). O grupo ficou reduzido a dois elementos (Teta e Dom Harley). Em 1998, Teta integra oficialmente o grupo “Os Laifas” a convite de Alesi (um dos membros fundadores do grupo). Em 2000 Teta da paragem à música por razões pessoais e em 2001 emigra para Portugal (onde reside actualmente).

Já em Portugal, em 2004 um dos seus antigos comparsa do grupo “Imperadores”, faz-lhe o convite para participar num tema musical do género kizomba, onde Teta participa com estilo rap (a repar), foi assim, o bem sucedido deste convite, fez com que o seu antigo comparsa musical convida-lhe para juntos formarem um duo musical.

Em 2006, Teta grava o seu primeiro tema a solo na “Evolution” (produtora do músico Aleluia) com Nicol Ananás (um dos músicos mais conceituados da actualidade no musical angolano). Em 2007 íntegra a produtora “Anjino Record a convite do rapper Black Genuino (MC e produtor musical), nesta produtora grava com, o músico Good, em 2008, participa na gravação do álbum “Genuinamente” do rapper “Black Genuino até finais de 2008. Em inícios de 2009 participa em várias músicas de rappers fazendo os refrões. Em meados do mesmo ano começa a gravar o seu álbum (aquele que séria o primeiro álbum de originais e se intitularia “Amor), tal facto não acontece e interrompe as gravações quando, lhe é feita uma proposta tentadora por parte de uma produtora e promotora portuguesa de nome “Promossom” (sem hesitar, aceita o convite).

Já na promotora “Promossom”, Teta grava um novo projecto de nome “Jungle Beat”, fazendo a dupla com novo elemento (100%). Juntos gravam o disco, este, é editado pela editora portuguesa “Espacial”. Neste projecto faz uma serie de apresentações em palco e em televisões. Em Angola na TPA-internacional pelo programa “Alto Nível” e o programa “10-12”, na TPA1 programa “Ecos e Factos”. Em Portugal, passaram também em vários programas, na RTP1, pelos programas “Portugal sem fronteira”, “Praça da Alegria”, “Portugal no coração” e “Causa Maior”. Nas rádios, estiveram em Angola, na “Rádio Mais” no programa “Super Bombástico”, “Rádio Eclesia no programa “Tarde Jovem”. Em Portugal, nas estiveram nas rádios “Record” e na “Rádio Brangantia”. Em palco, estiveram em Bragança na discoteca “Lagoa Aazl”, no “Kaombo em Lisboa Club” e no bar “Leblon” em Massamá.

Em Setembro de 2011 participa na mix-tape do rapper “Newton D”, onde faz refrões, em Outubro, Teta grava três temas musicais que irão integrar o seu maxi-single que estreará brevemente no mercado, intitulado "Quero ser feliz". Algumas faixas musicas deste projecto, já se encontra a ser promovidas em formato digital na internet.

Esperem pelo resultado final do maxi-single “Quero ser feliz”

Texto cedida por: Hulutide Mateta aka Teta
Revisto por: musicangolanatuga.blogspot.com

terça-feira, 29 de novembro de 2011

PassaTempo (Ganhe o single Positivismo do rapper PM)



Este passatempo consiste em: No dia 29 de Novembro (3ª feira), postaremos o EPK (vídeo) do single Positivismo do rapper PM (Poderoso Mensageiro) aqui no nosso espaço blog. Os primeiros 10 melhores comentários sobre o vídeo, ganharam o single do rapper.

Iniciativa: LIRICAL RECORD (produtora musical do rapper) e LS Music S.A. Sucursal em Portugal (detentores da edição e distribuição da obra).

Critérios: Comentário curto e objectivo, no final do comentário, escrever o nome completo, contacto de email e deixar contacto telefone se não fizer muito o uso do email.

Obs: Este passatempo destina-se a pessoas que vivem em Portugal continental e Ilhas.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

PassaTempo (Ganhe o single Positivismo do rapper PM)

Este passatempo consiste em: No dia 29 de Novembro (3ª feira), postaremos o EPK (vídeo) do single Positivismo do rapper PM (Poderoso Mensageiro) aqui no nosso espaço blog. Os primeiros 10 melhores comentários sobre o vídeo, ganharam o single do rapper.

Iniciativa: LIRICAL RECORD (produtora musical do rapper) e LS Music S.A. Sucursal em Portugal (detentores da edição e distribuição da obra).

Critérios: Comentário curto e objectivo, no final do comentário, escrever o nome completo, contacto de email e deixar contacto telefone se não fizer muito o uso do email.

Obs: Este passatempo destina-se a pessoas que vivem em Portugal continental e Ilhas.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sons das Kuduristas "Titica" e "Noite Dia" - Já bumbam no nosso rádio blog

As músicas da kudurista "Titica", intituladas "Chão" e "Olha o boneco - feat. Ary", e a música "Apaga o fogo" da kudurista "Noite Dia", já se encontram a tocar aqui no nosso espaço "radio musicangolanatuga". Escutem.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Novo single do músico Konde feat. Hugo Pina - "Esconde, Esconde (eu te peguei)"

O músico angolano "Konde" encontra-se a preparar o seu próximo álbum e já conta com um single a ser divulgado para os seus fãs e apreciadores da música angolana.

O tema intitula-se "Esconde, Esconde (eu te peguei)" e o músico contou com a produção e participação do luso-caboverdiano "Hugo Pina", e a música já esta a fazer sucesso.

Escute aqui nesta hiperligação do YouTube:

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Lançamento do novo disco do músico Santocas em Lisboa

Lançamento do novo disco no músico "Santocas", intitulado "A Minha Vida - A Minha História" (CD+DVD), dia 30 de Outubro (domingo).

Hora:
20h00
Local: "Feel Good Club -Sussussú", Rua Andrade Corvo, 27B, 1050-008, Lisboa


Contacto para reservas: +351 939 554 053
Realização: LS Music S.A. Sucursal em Portugal


Apoio: Angola África Fashion
Obs: A apresentação do flyer do evento "carimbado", dá direito a uma bebida.



Fonte de informação: LS Music S.A. Sucursal em Portugal in facebook (visite e click GOSTO).


Mais informação sobre o músico e a sua nova obra, ler press release em abaixo:

No presente disco, o artista angolano Santocas insere dez canções do seu avolumado reportório criado desde 1972, altura em que se estreia no programa “Chá das seis”, espaço de revelação de novos valores que se realizava nos palcos do “ex-cine Restauração”, hoje edifício da Assembleia Nacional.


A predominância do ritmo Semba reflecte a influência que as turmas emergentes nos bairros circunvizinhos à sua terra natal (Bairro Indígena de Luanda), em meados dos anos 1960, exerceram na sua sensibilidade artística. Santocas deixou-se marcar ainda pelos ventos do nacionalismo cultural, vindos de fins dos anos 1940, nomeadamente a valorização da língua africana. Não admira pois, que no presente Cd o compositor maximiza a canção em língua Kimbundo de Luanda. Nos números um (1), Três (3) e quatro (4) da presente antologia Santocas apresenta melodias aplicadas a letra em Kikongo de Paulinho Pinheiro e em português de Manuel Rui e Agostinho Neto.


Esta figura célebre da canção política viria a revelar o máximo do seu talento desde o 25 de Abril de 1974 e o período Pós- independência. Enquanto em plena era colonial dedica mensagens destinadas a moralização da sociedade africana, no auge da revolução, dedica as suas melodias a denúncia da violência colonial, como por exemplo a transferência forçada da sua comunidade do Bairro Indígena para o Bairro Rebocho Vaz (a canção nº 2 do Cd com suporte ritmo da rumba angolana).


O quarto número glosa a recorrente temática do trabalho forçado dos contratados, a partir de um poema do poeta de “A Sagrada Esperança”. O artista prepara novo CD destinado a compilar o seu histórico protagonismo na canção política, que se tornou um dos braços direitos da revolução (1974 – 1992), no plano da mobilização ideológico – patriótica dos cidadãos, principalmente afervorado a sua prontidão combativa, na mudança de mentalidades e no horizonte da luta armada.


A presente antologia reflecte a qualidade, a voz inconfundível do tenor a quem o enriquecimento do património cultural Angolano muito deve às suas valorosas contribuições.


Texto por: Jorge Macedo (Etno-musicólogo, Escritor e Jornalista) - Luanda, 05.03.2008
Actualizado por: Ivair Coimbra – Promoção/ LS Music S.A. Sucursal em Portugal (10.2011)

domingo, 23 de outubro de 2011

O rapper angolano PM promove single Positivismo

O rapper PM (Poderoso Mensageiro), lançou em Agosto deste ano o single promocional intitulado “Positivismo”, tema este que integrará o seu segundo disco de originais que se estreará no mercado em breve.

Segundo o seu representante manager, o disco já se encontra “finalizado”, mas ainda em fase de lapidação, adianta, que o EPK (Electronic Press Kit) do tema single já se encontra finalizado e posteriormente o vídeo clip do mesmo, para dar a conhecer melhor o tema, a ideologia do músico que já é uma referência para uma nova geração e o objectivo do seu promissor álbum.

Mais informações sobre o single “Positivismo”, ler mais abaixo o “Social Media Release” e o recorte de uma entrevista do músico ao “Jornal Mwangolé” (dos serviços de imprensa da Embaixada de Angola em Portugal – Sector Cultural).

O tema reflecte o ambiente de prosperidade como disciplina e também a crença nos objectivos que pretendemos alcançar. Transmite, que devagar se vai ao longe e, que os ganhos efémeros nem sempre têm tanto sustento quanto os que galgamos para obter.

Para muitos, pode até parecer utopia nos tempos que correm, tendo em conta o desgaste social e humano e a direcção que o mundo tem rumado.

O músico transmite através desta música um espírito de fé na construção de uma herança de paz e solidariedade hoje, para usufruto dos vindouros.

Este single está a ser distribuído a título promocional de forma gratuita, seja física como digitalmente. Direccionado para profissionais da comunicação social, Djs e promotores de festas e espectáculos, a fim de valorizar o trabalho e esforço destes maquinismos, na divulgação da música junto do público-alvo.

O single (físico) contém informação multimédia (insira num computador). Todos direitos desta obra discográfica têm de ser legalmente autorizados pelo proprietário da obra ®SPA - Portugal.

Produção musical e executiva: LIRICAL RECORD ©(P)2011 Edição e distribuição: LS Music Sucursal em Portugal

Fonte de informação: Edwaldo Pegado (Platina Line Managment)

Disco da kudurista "Noite Dia" já à venda em Portugal

A kudurista angolana “Noite e Dia” lançou o seu mais recente trabalho discográfico ao mercado, a obra musical intitula-se “Roleta Russa” e já se encontra à venda em Portugal, brevemente aqui no nosso espaço blog.

“Noite e Dia” (uma referência do estilo kuduro em Angola), esteve alguns anos ausente dos palcos por razões famílias e académicas. Aparece agora com o novo trabalho, integralmente no estilo kuduro e, contou com as participações dos músicos Puto Lilas, Própria Lixa, Saborosa e do humorista Clado Show.

Neste disco, com 10 (dez) faixas musicais e um tema bonús onde constam os temas “badalados” que já se fazem sentir nas pistas de dança, as músicas promocionais “Mongo” e “Apaga o fogo” (os dois temas já tem vídeo clips a rodar nas televisões e no youtube).

Noite e Dia notabilizou-se no mercado musical angolano quando fazia a dupla com o kudurista “Puto Prata”, gravou na altura, várias músicas de sucesso como, “Ali Baba”, “Kibexa”, “Dombolo do Gueto” e “Bate Bola Baixo”. O momento mais marcante da sua carreira foi em 2004, quando conquistou o Top Rádio Luanda, na categoria de kuduro.

Da sua trajectória artística constam ainda, a publicação de três discos já lançados: Em 2005 “Própria Mwangolé”, em 2006 “A Resposta” e em 2008 “Tolerância Zero”.

O disco “Roleta Russa” foi gravado no estúdio da produtora “Gueto Produções” em Luanda e masterizado em Portugal. Este disco é mais uma aposta editada pela LS Produções e distribuído pela LS Music.

Fonte de informação: LS Music S.A. Sucursal em Portugal

Disco da kudurista "Titica" já à venda em Portugal

A kudurista e bailarina angolana Titica, lançou ao mercado discográfico o seu primeiro disco de originais intitulado “Chão” e já se encontra à venda em Portugal, brevemente aqui no nosso espaço blog.

O disco “Chão”, contem 9 (nove) faixas musicais, na sua maioria de estilo Kuduro propriamente dito, viajando também por outros ritmos, como a fusão deste género popular com “Dance music, Funk e Kwassa (do Congo Democrático) cantado em português e lingala.

Neste disco constam os temas “Chão”, “Olha o boneco” e “Rebolo… Coló”, que já têm feito sucesso nas pistas de dança. As mensagens abordam temas sobre o preconceito racial e que refutam sobre a homossexualidade, além de histórias que afligem o quotidiano do cidadão angolano e também de diversão.

Para concepção deste disco, a cantora contou com músicas escritas por Puto Português, Heavy C e Mona Star, assim como com as participações dos músicos Mona Star, Ary, Petty e o grupo “Os mais potentes”. A produção musical do disco esteve a cargo dos DJ’s Devictor, Olavo e de músicos da produtora angolana Bué d’Beats.

O disco foi gravado em Luanda e masterizado em Portugal, editado sob a chancela da LS Produções e distribuído pela LS Music.

Fonte de informação: LS Music S.A. Sucursal em Portugal

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Lisboa (hoje) - Missa em memória de André Mingas

Hoje, 21 de Outubro de 2011, sexta feira, pelas 18h00 na igreja de Alfornelos (Amadora), será celebrada uma missa em memória do nosso grande músico "André Mingas".


André Mingas, um dos grandes marcos da música e cultura angolana. Músico e Compositor, Pensador, Activista Social e Politico em prol da Independência de Angola e Impulsionador da Cultura Angolana.


É com pesares que recebemos a noticia e choramos pelo seu desaparecimento físico (entre nós fica a riqueza que nos deixou para inrequecimento da cultura de Angola).

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Músico Nandinho Semedo em Luanda (promoção do seu novo disco)

O músico Nandinho Semedo, encontra-se em Angola neste momento, para dar início a promoção do seu promissor álbum intitulado "A Razão do Povo", que brevemente estará disponível no mercado discográfico angolano e Palop.

Escutem no nosso rádio blog, a música "Nosso Semba" feat. Danny L Nascimento.

Mas sobre o músico, pesquise aqui no nosso blog. Obrigado.

Fonte de informação: Post by LS Music Sucursal em Portugal no facebook (visite e click GOSTO)

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Documentário "This Is Kuduro" do Kudurista "Puto Cossa" no canal da TV "Aljazeera"

Documentário "This Is Kuduro" do Kudurista "Puto Cossa" divulgado este ano no canal da TV "Aljazeera".

A presente situação acontece pelo corredor de Dj Johnny, um dos impulsionadores e difusores da música e cultura urbana angolana na Europa para o mundo.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Cantora “França” - Em grande na compilação "100% angolano Vol.3" de Chico Viegas

A cantora angolana de nome artístico "França", que em tempos nos brindou com o seu primeiro disco solo intitulado "Minha Vida Meu Mundo", depois de largos anos longe dos palcos.


Com uma voz peculiar, aparece mais uma vez em grande com o tema "Refugio" integrado na compilação "100% angolano Vol3" do Músico/Produtor "Chico Viegas", junto de grandes nomes do panorama musical angolano, entre eles Paulo Flores que participa no disco com o tema "Boda".


Podem escutar aqui no nosso rádio blog, os dois temas musicais acima mencionados, que integram no disco "100% angolano Vol.3".

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

MusicAngolaNAtuga – Entrevista com o músico Teta (Jungle Beat)

P - MusicAngolaNAtuga - Teta, a quanto tempo está no mundo da música e quando começou esta sua inclinação como cantor?


R: Teta (Jungle Beat) - Comecei a cantar sensivelmente nos anos de 1995, com os amigos do bairro, na altura formamos o grupo de hip hop “Os laifas”, durou até 1998, por razões quais, alguns dos membros do grupo, terem emigrado para o estrangeiro, fiquei parado sensivelmente 4 anos.


P – MusicAngolaNAtuga - Como foi a sua integração no meio de músicos que já existiam na altura em que enveredaste para este mundo?


R: Teta (Jungle Beat) - Posso assim dizer que não foi fácil, passei por situações extremamente complicadas, no meio de grandes músicos conceituados, é do tipo ouvir que tens boa voz, mas tens que ensaiar mais, foi duro (risos), até no princípio achei fácil, após 4 anos parado, surge um convite de um amigo de nome ”Malamba” para fazer a parte rap numa música de estilo “Kizomba”, o resultado foi positivo e o pessoal gostou.


P – MusicAngolaNAtuga – Tem tido ajuda de algum músico em especial que queira mencionar?


R: Teta (Jungle Beat) - Sim, tenho ajuda de muitos músicos, que querem o meu sucesso, agradeço a Deus por usar músicos que, hoje são a minha família musical, falo de Black Genuino, JD, Walter Ananaz, PM, Goody, Nicol Ananaz, Cage one, Adi cudz, Leokeny Dimbulukeny e Elton Bob's.


P – MusicAngolaNAtuga – Curiosidade, para muitos é conhecido como cantor do estilo “Kuduro experimental”, do género ao do grupo “Buraka som sistem”, assim como te conhecemos membro integrante do projecto “Jungle Beat”, te espelhas apenas neste pacote musical?


R: Teta (Jungle Beat) - Ok, na verdade eu sou Soul e R&B, por influência de músicos americanos e de ouvir muito R&B. Embora ouvir todo tipo de música, não perdi as minhas origens, sendo angolano a residir em Portugal, continuo a fazer música de Angola, e depois, a família musical que tenho são todos angolanos e fazem música para Angola. Como gostei sempre de desafio, surgiu um convite da produtora “Promosom” juntamente com a “Espacial Editora”, para gravar um estilo “Kuduro” com mistura de “Funk, Axe, Timbaladas e Pop”, foi assim que surgiu o projecto Jungle Beat.


P – MusicAngolaNAtuga – Por outro lado, fala-se também que é meio-irmão do músico Walter Ananás, é verdade?


R: Teta (Jungle Beat) – (risos), o Walter Ananáz é mais que um irmão, é o meu ídolo, na verdade devo agradecer a Deus o facto de existir pessoa como Walter, é um ser humano maravilhoso, de bom coração e muito fixe mesmo, aprendi os meus toques vocais com o Nicol Ananáz e melhorei com o Walter, somos 3 numa só pessoa.


P – MusicAngolaNAtuga – Sabemos que, nos últimos tempos o músico JD tem estado a apoiar-te na criação dos teus projectos promissores, podemos encarar o mesmo que, conta já com um sucesso notável no musical angolano, como o seu padrinho para o estrelato main stream angolano?


R: Teta (Jungle Beat) - Sem dúvidas, o JD tem sido um grande apoio, é o que costumo falar, o meu mano mais velho, falando do JD é fundamental falar do lado dele humanista, ele tem a produtora que é a “JJ-Production”, com objectivo de lançar talentos no mercado (quem sabe...).


P – MusicAngolaNAtuga – Fala-nos um pouco de como tem sido a sua expansão pelo mundo da música?


R: Teta (Jungle Beat) - Expansão, tem sido positiva, já com um álbum no mercado português, e fazer várias apresentações em canais e programas mais vistos em Portugal com transmissão nacional e internacional, estou fico feliz pela aceitação do pessoal e dos elogios, muito bom...


P – MusicAngolaNAtuga – Sabemos que também produzes, este é também um dos seus lados fortes na vertente musical. Fala-nos um pouco desta sua intenção e se existe perspectiva de continuidade?


R: Teta (Jungle Beat) - A produção não é o meu forte, pretendo sim continuar para poder passar o testemunho as gerações vindouras, assim como eu estou a beber de todos os músicos nacionais e internacionais.


P – MusicAngolaNAtuga – Caracteriza-nos, na tua visão sobre estado da música angolana, dentro de todo espaço lusófono?


R: Teta (Jungle Beat) - Já conquistamos o espaço lusófono, agora é importante não relaxarmos e deixar de banga, procurar ser mais profissionais e melhorar nas mensagens, falo isso porque a maneira de escrever esta muito parecida com o artista A e o artista B… temos que trabalhar mais para nos afirmarmos internacionalmente.


P – MusicAngolaNAtuga – Sabemos que o mundo da fama por vezes cega. Receias atingir o teu alto status, por este pressuposto?


R: Teta (Jungle Beat) – Não estou preocupado com a fama, nem penso nisso, por razões de um dia a vir a perder o Teta, gosto muito do que sou hoje, acredito na minha educação de família, não vou perder e, a minha família musical não vai permitir que a fama tome conta de mim.


P – MusicAngolNAtuga - Projectos futuros, fala-nos…


R: Teta (Jungle Beat) - Projectos, agora estou concentrado no meu álbum, que ainda este ano se tudo correr bem, só depende de Deus, sai o “maxi-single”, só para reforçar este álbum, vão ver o Teta mais afro.


MusicAngolNAtuga – Obrigado Teta, por nos teres concedido esta breve entrevista.


Teta (Jungle Beat) – Agradeço eu pela entrevista e a Deus pela força e o talento que me deu, a todos que gostam de mim, aos familiares e amigos… paz e amor.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Té Macedo em concerto nos dias 1 e 2 de Setembro em Portugal

Té Macedo, cantora lírica e pianista, em concerto no dia 01 de Setembro, às 21h30, no Centro Cultural de Cascais e dia 02 de Setembro, às 21h00, no Centro Cultural de Belém.

Ticketline.pt
Reservas 1820
Apoio ao Cliente 707 234 234
Descrição: TÉ MACEDO * WORLD MUSIC

Com uma forte componente clássica, lírica e étnica, Té Macedo fundiu a orquestra sinfónica com instrumentos tradicionais, iniciando um movimento de resgate da memória musical de Angola.

O seu belíssimo timbre e as suas excelentes qualidades vocais têm-lhe valido cartas elogiosas de mestres e maestros, entre eles, o grande tenor Luciano Pavarotti e a soprano Barbara Hendricks.

A Imprensa, por sua vez, emprestou-lhe os cognomes de a "voz lírica de Angola" e "Angola na voz de um anjo".

Mais Sobre Té Macedo:


Benuína Macedo (Té Macedo) nasceu em Luanda - Angola em 05.06.1970, aonde iniciou seus estudos musicais na Academia de Música de Luanda, auferindo em 1988 de uma bolsa da cooperação Portuguesa, ingressou no Conservatório de Música de Lisboa aonde estudou piano e canto paralelamente, tendo terminado este último na classe da Professora Filomena Amaro, obtendo a classificação final de 18 valores.

Foi reforço dos coros da Opera do Teatro Nacional S. Carlos e do coro Gulbenkian.

Seu belíssimo timbre e excelentes qualidades vocais têm-lhe valido cartas elogiosas de Mestres, Maestros e Jornalistas, sendo já considerada pela imprensa como a "voz Lírica de Angola, ou Angola na voz de um Anjo!)

Sob o signo de "Prima-Dona" ou "Primeira Dama" é também a primeira marimbeira profissional vinda de um meio urbano, facto inédito já que por questões de cultura e tradição, a marimba é um instrumento reservado aos homens.

Tem vindo a aperfeiçoar-se na arte do Hungu (berimbau) e Kissangi.

Esta versatilidade instrumental e vocal levaram-na à autoria do primeiro projecto Angolano Lírico de fusão, ou seja, Té Macedo pegou em temas do cancioneiro Angolano e deu-lhes uma roupagem erudita, organológicamente casando a orquestra sinfónica com instrumentos tradicionais e vocalmente imprimindo-lhe uma forte componente lírica, o projecto que veio amadurecendo desde 1997, foi agora gravado em Cuba com a Sinfónica Nacional, e contou com a participação do renomeado cantor / autor Pablo Milanés e as primeiras figuras da ópera cubana.

Visite o seu site oficial http://www.temacedo.com/

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Calado Show na Diáspora - 27 de Agosto 21h30 na Aula Magna

Calado Show/Domingos Dionísio, é um dos mais conhecidos humoristas angolanos.

Em declarações ao Jornal de Angola em Junho passado o humorista afirmou: “as minhas anedotas vão centrar-se no apelo à moralidade e civismo, como sugestões de bom comportamento. Decidi assim porque muitas pessoas se revêem nelas, o que pode ser uma forma positiva de as incentivar a rumar pelo caminho certo”.

CALADO SHOW viu o seu primeiro CD de título “POSSO?” editado o ano passado. Este trabalho é composto por 27 anedotas do seu vastíssimo repertório.

Após o grande êxito que foi o espectáculo dos TUNEZA, chega agora a vez de CALADO SHOW, se apresentar na Aula Magna em Lisboa no próximo dia 27 de Agosto para um espectáculo único. Garantimos que vai rir a bom rir com este extraordinário humorista!

Preço dos Bilhetes: Anfiteatro – 20,00 Euros, Poltronas VIP – 30 Euros

Locais de venda: FNAC, Agência Abreu, Worten, Megarede, El Corte Inglês (Lisboa) e Ticketline www.ticketline.sapo.pt

Informações e Reservas: Ligue 1820 (24 horas)

Fonte de informação: Assessoria de imprensa – Praça das Flores

terça-feira, 12 de julho de 2011

LS Music Sucursal em Portugal - Um modesto contributo para o desenvolvimento da cultura angolana.

A LS Produções surge no ano de 1999, em Luanda – Angola, tendo como principal compromisso o apoio na divulgação e promoção da cultura Angolana e a consolidação de artistas musicais consagrados. Assumindo também um papel fundamental na descoberta e lançamento de novos talentos da música e cultura de Angola, tornando-se assim na maior editora Angolana.

Com o crescimento qualitativo do mercado Nacional houve a necessidade de criar uma estrutura especializada na divulgação, promoção e comercialização discográfica que é hoje a LS Music, que muito rapidamente se tornou no principal meio de divulgação da cultura de Angola.

A LS Produções assume um papel exclusivamente destinado à produção e promoção de eventos culturais (espectáculos, showcases, workshops) em Angola, enquanto por sua vez a LS Music mantém a seu cargo a responsabilidade sobre tudo o que está relacionado com a distribuição discográfica, acções audiovisuais e agenciamento.

No ano de 2010 a LS Produções concretiza um passo importante enquanto grupo, uma vez que assume a necessidade de internacionalização da sua estrutura por força da própria demanda do mercado Internacional. A comunidade Angolana existente em Portugal assume um papel fundamental na decisão da criação de uma filial em terras Lusas, considerando o enorme sentido patriótico desta comunidade na sociedade, e assim preencher o espaço existente para promoção e divulgação da cultura angolana em especial e os Palop.

A criação da LS Music Sucursal em Portugal produziu efeitos imediatos na medida em que foram vários os eventos de sucesso realizados em Portugal sob a chancela LS Produções / LS Music: A realização de eventos da cultura Angolana como o "FestiAngola 2010" (em Abril 2010 no Pavilhão Atlântico – onde obteve uma assistência de 18000 pessoas) em parceria com um dos maiores produtores de eventos e espectáculos Português - Música no Coração, o espectáculo do Yuri da Cunha no Campo Pequeno e apoio ao espectáculo do Mesmo na sala O2 em Londres assim como o prestigiado concurso Miss Angola Portugal e Miss Angola UK (pela 3ª vez consecutiva).

2011 Será o ano da consolidação e afirmação de uma empresa apostada em levar tão longe quanto possível a cultura Angolana e a de todos os Países de Língua de expressão oficial Portuguesa. É enorme a riqueza e diversidade cultural que deve ser partilhada e vivida por todos os que queiram abraçar e integrar um Mundo Global e cada vez mais multi-cultural.

Actualmente, a LS Music conta com a preciosa colaboração dos artistas mais emblemáticos e prestigiantes da música Angolana e que dos quais destacamos: Elias Diá kimuezo, Eduardo Paím, Paulo Flores, Yuri da Cunha, Matias Damásio, Voto Gonçalves, Calabeto, Anselmo Ralph, Kalibrados, Yannick, Pérola, Ary, Heavy C, Maya Cool, Daniel Nascimento, Bruno M, Vagabanda, Os Lambas, Puto Lilas, Própria Lixa, Banda Chamavo, Impactos 4, Jovens do Prenda, Célsio Mambo, Yola Araújo, Caló Pascoal, Dog Murras, Cabo Snoop, Afrikkanitha, Puto Português, Socorro e muitos mais.

LS Music, um modesto contributo para o desenvolvimento da cultura angolana.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Grande show do músico angolano BIG NELO na Aula Magna em Lisboa

Não perca o grande show do músico angolano BIG NELO na Aula Magna - Dia 16 de Julho as 21:30.

Convidados para o espectáculo: Virgul, Paul G e Daniel do Nascimento.

Compre já o teu ingresso nos locais habituais (Fnac, Vorten, C.C. Dolce Vita, El Corte Inglês, Casino Lisboa, Campo Pequeno, Lojas Abreu e em www.ticketline.sapo.pt, mais informações reservas ligue: 1829 – 24horas de serviço).

Preço unit. dos bilhetes: 20€ Anfiteatro, 30€ Doutorais.

Fonte de informação: facebook da LS MUSIC SUCURSAL EM PORTUGAL Click no link que se segue e pressiona em GOSTO http://www.facebook.com/home.php#!/pages/LS-MUSIC-SUCURSAL-PORTUGAL/163891820340632

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Actor angolano Félix Fontoura (protagonista do filme Zona J) brinda os seus apreciadores com seu outro lado artístico

O artista angolano Félix Fontoura (protagonista do filme “Zona J”), actor e músico integrado nos mais variados campos de arte de representação teatral, cinematográfica, música e dança. Presenteia aos seus apreciadores, um tema musical inédito intitulado “Avô Vicente” (música de estilo Semba).


A música foi escrita e cantada integralmente por Félix Fontoura, produzida com base na programação electrónica por Nelson Blaud, com o suporte acústico dos músicos Betinho Feijó (guitarra) e Galiano Neto (percussionista). Escute a música aqui no nosso rádio blog.


Para mais informações sobre Félix Fontoura, ler em baixo:

O actor e músico, tem formação artística como interprete e argumentista, participou em inúmeros trabalhos neste ramo da arte de representação.

De 1995 à 1997/98, como bailarino, passa praticamente em vários programas televisivos de entretenimento em Portugal, como por exemplo no “Festival da canção da RTP”, nos “Jogos sem Fronteiras” entre outros mais. Em 1996, ainda como bailarino, é vencedor em “Uma noite de sonhos” programa apresentado por Catarina Furtado.

Em 1997, como actor, participa na serie “Camaleão Virtual Rock” de Felipe La Féria (O maior produtor e encenador de musicais do teatro português). Um ano mais tarde, Félix Fontoura é actor principal do filme “Zona J” (filme que o projectou), de Leonel Vieira, com a produção de Tino Navarro. No mesmo ano é nomeado como um dos 4 melhores actores do ano em Portugal a concorrer nos “Globos de ouro” e é também convidado pelo músico “Miguel Ângelo” (Delfins) para participar num dos temas do seu álbum de estreia a solo.

Em 1999 é convidado no filme “Inferno”, do realizador Joaquim Leitão. Em 2000, é convidado a participar na telenovela “Todo tempo do mundo”, nas peças teatrais “Rosa tatuada” de Filipe La Feria, em “Passarinhos passarão”, na Sitcom “ Concertos na cave” de Nicolau Breyner e nas séries “Mãos a obra” e “Milionários a força”. Em 2001 participa nas peças teatrais “Alimária”, encenada por Miguel Hurst e em “Histórias de Portugal” de Nuno Miguel Henrique. Em 2002, é convidado a participar na telenovela da RTP1 “Lusitânia paixão”. Em 2005, participa na peça teatral “Concerto para dois” de Rita Ribeiro.

Em 2007, é convidado a participar na telenovela “Testamento” e no filme de curta-metragem “Vejo-te quando lá chegar”, de Felipe Henrique. Em 2008 é convidado na série “Morangos com açúcar”, na peça teatral “Lisboa invisível” e inicia como argumentista criando uma longa-metragem “Até a vitória” (filme ainda não realizado). Em 2009 é convidado a participar nas séries “Inspector Max” da TVI, “VIP Manicure” com Ana Bola e Maria Rueff, e “Makamba Hotel” da TVZimbo (canal televisivo angolano), interpretando o papel de “Ruizinho do Sambila”. Em 2010 é argumentista da peça teatral (O regresso).

Nos últimos tempos, Félix Fontoura, tem dividido o seu tempo útil entre, a representação nos palcos teatrais e no seu projecto musical, o qual se dedica com ambição e amor. Concretizar o lançamento deste projecto que será a sua primeira obra discográfica, será realização de mais um dos seus muitos sonhos.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

O EP de ante-visão do novo disco do músico Anselmo Ralph à venda em Portugal

Já se encontra à venda em Portugal, o EP de ante-visão do promissor álbum intitulado “A dor do cúpido”, que vem a caminho (CD/DVD com vídeos clips e um filme de longa metragem), do músico angolano Anselmo Ralph (o infindável romântico), disco lançado recentemente em Angola.


Este seu novo trabalho discográfico posto no mercado, contem 5 temas musicais inéditos cantados maioritariamente em português e 4 vídeo clips. Anselmo Ralph mantém a sua linhagem R&B predominante no seu projecto musical, mas neste, viajou mais uma vez pelo Zouk onde também se enquadra e, com o kudurista Bruno M e Mauro Gaspar, pelo “house” (numa “visão” experimental).

Para a realização desta obra, Anselmo contou com a colaboração dos músicos Nellson Klasszik (RJ Klassizik – Produção e Mix), Dji Tafinha, Bruno M, Mauro Gaspar, Dj Xtrio, Banda Kassav (Mateo D´Amico e Pierre Bourqui), Rosa (coros), Bertrand Siffert (Mix), N´gaby Montel (Guitarra), Vince Palermo (Edição de voz), Christoph Jacquat – Relief Studio (Assistente), Jandira Lopes – Rádio Vial (Assistente).


Na concepção dos vídeo clips, contou com a direcção de Jihad Kahaway e Nellson Klasszik /JKP Studio) nos vídeos “Animal”, “Não me toca”, “Recua”. No vídeo clip “Ta difícil” contou com a direcção de Seevideo e Viet Kong – Klasszik (Seevideo e Viet Kong).


Anselmo Ralph nasceu em 1981 na província de Luanda, frequentou o liceu em Angola, depois imigrou para Nova Iorque para dar continuidade aos estudos, onde fez a graduação em contabilidade na faculdade da comunidade "Manhattan do borough".


Nos anos 90, Anselmo viveu alguns anos em Madrid " Espanha", onde descobriu a sua paixão pela música e transformou-se num grande admirador de um dos “Singers dominican”, os mais populares chamado "Juan Luís Guerra".


Isto teve um impacto e uma influência grandes na carreira futura de Anselmo como um músico. Após pertencer a uma banda Latino Rock 'n' Roll em Nova Iorque, Anselmo começou a fazer o seu projecto solo.


Em Janeiro 2006 lançou o seu primeiro álbum de originais intitulado "Histórias de Amor", um disco de género de musical R&B, gravado pela produtora “Bom Som”, propriedade do próprio artista. Neste mesmo ano, em Novembro, é nomeado para a categoria de “Melhor Artista Africano” para a gala de consagração do “MTV Europe Music Awards” em Copenhaga na Dinamarca. Em 2007, lança o seu segundo disco intitulado “Últimas histórias de Amor” e 2009 lança o terceiro disco intitulado “ O Cupido”.


Hoje, Anselmo Ralph é sem duvidas um dos jovens músicos mais mediáticos do panorama musical angolano, por sua vez no “lusófono”. Já participou em vários discos nacionais e internacionais, partilhou também palcos com músicos de grande relevância neste espaço, nomeadamente Paulo Flores, Yuri da Cunha, Alcione, Alexandre Pires, 50 Cent, Busta Rhymes, Akon, entre outros mais.


Este novo projecto (EP) de Anselmo Ralph, editado pela LS Produções e distribuída pela LS Music, em Portugal exclusivamente pela LS Music Sucursal, é mais uma aposta “ambiciosa” e de grande profissionalismo artístico do músico, que vem a enriquecer o mercado lusófono, numa visão de expansão internacional do produto musical angolano.


Podes adquirir este CD/DVD aqui no nosso espaço blog, ao valor de 10€ + portes de envio. Para fazer a sua encomenda basta enviar para o email musicangolanatuga@hotmail.com, o primeiro e último nome, morada e contacto telefónico (apenas para Portugal continental e ilhas, excepto algumas excepções). No assunto escreva - Encomenda "A dor do cúpido" de Anselmo Ralph.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Black Genuíno - MC/Produtor (Anjino Records)

Black Genuino, rapper angolano residente em Portugal, propriamente na zona do Caçém, já alguns com anos de relacionamento com o mundo da música, no rap onde melhor se enquadra, encontra-se ainda condicionado ao anonimato no seio das lides musicais (sem movimento não existirá espaço nem mostras para uma nova geração de músicos).

Escutem o talento ascendente deste jovem músico (MC/Produtor) aqui na nossa rádio blog, no tema de estilo Kizomba intitulado “Dama Karga” e seu novo vídeo clip de estilo rap, intitulado “Tempo - Mwangolé”. Nós deixamos-lhe votos de sucesso e de evolução no seu trabalho (o mais importante é mensagem que se transmite na música).



Mais sobre Black Genuíno, ler em baixo:

Black Genuíno pseudónimo de Genuíno António Mendes de Carvalho, nasceu em Angola na província de Luanda, município do Kilamba Kiaxi no Bairro Popular (conhecido na gíria como Popula).

Na década de 80 teve um contacto com o mundo da música quando seu pai faleceu (R.I.P), nas férias ocupava os tempos livres com seus colegas músicos e soldados de nacionalidade Cubana, que lhe deram os primeiros impulsos na música. Junto do seu tio Novato, já falecido (R.I.P) que era guitarrista, tocava músicas de David Zé, Urbano de Castro, Teta Lando e de outros músicos que cantavam temas sobre política e outros temas nos anos 60 e 70, daí nasceu o carácter intervencionista de Black Genuino, não obstante de outros temas que aborda também nas suas composições.

Com o rap, teve o contacto acidentalmente quando, a sua avó pediu-lhe que posicionasse melhor a antena da televisão, neste acto, sintonizou um canal que passava música rap. Passou a ter uma alternativa à TPA (Televisão Pública de Angola), viciando-se no canal alternativo que encontrara, até ao corte definitivo do mesmo. Começou a procurar por cassetes VHS e amigos com emissão de televisão por satélite para apreciar “esta coisa” nova que vinha ser o rap.

Começou a soltar os primeiros versos, ao som das congas que aprendera a tocar com os “kotas“ cubanos e por vezes com o acompanhamento da guitarra do seu tio. Compôs músicas com os seus amigos (como o clássico “Conselheiros da Verdade”) entre outras músicas que eram gravadas em cassete numa aparelhagem por muito esquecida na despensa do seu avo, improvisadas com “beat box”, palmas e efeitos de voz.

Começou a ouvir os primeiros grupos de rap angolanos que na altura faziam rap ainda em inglês, como o movimento Cris Cross do Popula (uma vertente angolana influenciada pela dupla americana Kris Kross), Nelson (Kool Kleva), SSP e outros grupos que foram aparecendo no seu bairro e na escola. Aquando da sua chegada a Portugal (em 2003), o rap já lhe estava enraizado, e a tecnologia já lhe permitia aprender e fazer muito mais. Foi então que teve o primeiro contacto com softwares de produção e gravação, começando assim, a “despejar” algumas rimas, inicialmente com um micro de improvisado.

Mais tarde conhece um amigo, Sílvio Calunda, na troca de experiências passaram a fazer instrumentais juntos, acabando mais tarde por formar uma produtora, a “@njino Records”. Com esta produtora, gravou e lançou vários músicos dentro e fora da cultura hip hop, ou seja, do mundo do rap, tais como o grupo D3M, Good (interprete e compositor de música Semba e Kizomba), Teta (membro integrante do projecto JungleBeat, editado pela editora portuguesa Espacial) e Tukinha (cantora de Kizomba).

Black Genuino, já dividiu palcos com músicos conceituados no mercado nacional e internacional, como Yuri da Cunha, Helvio, Galiano Neto, JD (músicos angolanos) Estevan Djipison (músico guineense - Bissau) Filipe santos (músico são-tomense) George Neto (músico cabo-verdiano) e outros.

Black Genuíno tem já preparado o seu álbum de estreia intitulado “Genuinamente”, do qual é produtor executivo e contou com as participações dos músicos, Hélvio, Bad News, Lenny-G, Teta, Good e Tukinha. Os singles promocionais têm vídeo clips que espelham a cultura hip-hop e a realidade angolana. O disco comporta 13 faixas musicais e foi integralmente produzido pela @njino Records, juntamente com Sílvio Calunda e outros produtores convidados, como Yuri Maestro D e Meko Conto.

Fonte de informação: LIRICAL RECORD ©2011

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Video clip promocional do músico Dr. Minguedy (Os Embaixadores) - intitulado "Filhos da Nação"



Mais sobre Dr. Minguedy (Os Embaixadores) ler em baixo:

Miguel Afonso Pascoal, mais conhecido por Dr. Minguedy (Os Emabaixadores) nas lides do panorama musical lusófono, principalmente do angolano.

O seu percurso musical começou em 1992, inicialmente como rapper, formou o seu primeiro grupo de rap que se chamou “Minguedy2”, com o “Stona” mais conhecido por Miguel Sermão (actualmente é actor).

Em 1998 é convidado pelo músico Yeyé para gravar o seu primeiro disco num outro estilo musical (o Kizomba). Formando assim um novo grupo de nome “Os Embaixadores”, juntamente com “Papa Black” e Reffel G, contando com a participação de Yeyé, gravam o disco pela editora “Vidisco”.

Em 2003, o grupo reduzido a dois elementos, Dr. Minguedy e Papa Black, gravam o segundo disco intitulado “Passaporte”, editado pela editora “Maxi Music”. Neste disco, contaram com as participações dos músicos, Bonga, Maya Cool, Ângelo Boss, Betinho Feijó, Dj Manya, Punga, Americano, Salsicha, Alvarito, Alexia, Andreia e outros.

Dr. Minguedy já participou em vários discos de músicos angolanos e estrangeiros. Tais como, Armando Quim (Americano), Maya Cool (Coolissimo), Carlos Burity, Yuri da Cunha (no seu primeiro disco), Dj. Manya, Alvarito, Ngola Kiluanji, Voto Gonçalves, Virgilio Fire, Zé Mónica (Zangado), Rey Helder, Rei Weba, Dj. Raffa, Mon na Mon (juntos pela Guiné), Punga (cabo-verdiano), Djoek (cabo-verdiano), Vanessa Badia (cabo-verdiana) e muitos mais.

Dr. Minguedy (Os Embaixadores), actualmente encontra-se a gravar o seu disco solo, intitulado “Filhos da Nação”, para este trabalho, o músico já conta com as participações de Dj Manya, Betinho Feijó, Geovanni, Aleluia, Galiano Neto, Djoek, Ana Firmino, Ngola Kiluanji, Manu Zimmer, Vânia Oliveira, Sanhã, Samu Wango e Phenix Pró.

Esperem pela obra…

Informação especialmente cedida por: Dr. Minguedy (Os Embaixadores)
Texto revisto por: musicangolanatuga (é música angolana na Tuga)

terça-feira, 3 de maio de 2011

Cantora “França” de volta à Portugal


Depois de alguns meses em Angola, em que se deslocou para a promoção da sua obra discográfica e lançamento da mesma. Vendeu oficialmente mais de 3500 exemplares de CDs até ao presente, numa edição de 5000 unidades.

Em Angola, França pisou inúmeros palcos entre a capital (Luanda) e as províncias de Benguela, Huíla e Bié. Afirma ter sido bem recebida pelo público e que, encontra-se a residir em Angola por algum tempo, dando vazão a projecção da sua carreira artística.

Na vanguarda da LS Music – Sucursal em Portugal, “França” encontra-se em Portugal para a divulgação do disco em terras de Camões, presenteando o público com entrevistas e a apresentação do disco “Minha Vida Meu Mundo”, previsto para o mês de Maio, num dos Clubs nocturnos de Lisboa.

Fiquem atentos aqui no nosso espaço blçog, e escutem o tema que dá título ao álbum “Minha Vida Meu Mundo” no nosso rádio blog.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Projecto "Jungle Beat" já toca no rádio MusicAngolaNAtuga

A dupla Teta e 100% lançaram recentemente o projecto "Jungle Beat", trabalho curioso, badalado e destinado prioritariamente as pistas de dança. O single do disco intitulado "Eu sou player", é agora a música de topo do nosso espaço rádio blog musicangolanatuga.


A apresentação oficial desta obra em Portugal, é já este sábado, dia 26 de Março pelas 23:30/00h na discoteca "Kaombo Club" . Para grande espectáculo, Teta e 100% terão como convidados em palco, os músicos PM, JD, Adikudz, Bad News, Black Genuino, Puto Cossa e muitas mais surpresas.


Apareça, porque nós já lá esta e, a gente nunca se engana, vai estar muito BOM!!!

segunda-feira, 21 de março de 2011

Força Suprema de volta ao mercado


Força Suprema, um dos grupos mais polémicos e mediáticos do panorama hiphop português, esta de volta com mais uma obra discográfica no mercado português e lusófono.

Desta vez, NGA, DON G, MASTA e PIMP,”abdicam” dos seus projectos individuais e juntam-se ao produtor CONDUCTOR (membro integrante da banda Buraka Som Sistem), desta união resulta este novo projecto intitulado “Faz parte do Hustle”.



A obra, estará disponível para download gratuito no 5 de Abril do presente ano, oficialmente em http://www.cenasquecurto.net/

Para mais informações visite http://www.forcasuprema4life.blogspot.com/

sexta-feira, 18 de março de 2011

Dia 26 de Março "Jungle Beat" no "Kambo Club" (Show de lançamento do disco)

JUNGLE BEAT, é um projecto criado pela produtora portuguesa “Promosom” (empresa de cedência de artista para as editoras), a partir de um casting onde passaram várias vozes, os eleitos foram estes dois grandes jovens angolanos, TETA (Soul Music) e PUTO 100% (Kudurista). Ambos fazem música desde muito novos.

O projecto JUNGLE BEAT, está no mercado desde Janeiro de 2011, e já se encontra com uma carga de apresentações em televisões. Em ANGOLA na TPA-internacional pelo programa “ALTO NÍVEL” e o programa “10-12”, na TPA1 programa “ECOS e FACTOS”. Em Portugal, já passaram em varios programas, na RTP1, pelos programas “PORTUGAL SEM FRONTEIRA”, “PRAÇA DA ALEGRIA”, “PORTUGAL NO CORAÇAO” e “CAUSA MAIOR”.

Nas rádios, estiveram em ANGOLA, na RÁDIO MAIS no programa “SUPER BOMBÁSTICO”, RÁDIO ECLÉSIA no programa “TARDE JOVEM”. Em PORTUGAL, nas estiveram nas rádios “RECORD” e na “RÁDIO BRANGANTIA”.

Em palco, estiveram em Bragança na discoteca “LAGOA AZUL” e em Lisboa no “KAOMBO CLUB”, Massamá “LEBLON BAR”.

Neste momento preparam o grande Show de apresentação e lançamento oficial do projecto “JUNGLE BEAT” na discoteca “Kaombo Club” no próximo dia 26 de Março, pelas 23h/00h. Segundo forntes da organização deste evento, este espectáculo contará com as participações me palco de, PM, ADI CUDZ, JD, PUTO PRATA, BLACK GENUINO, GOOD, REY HELDER, BAD NEWS e muitas mais surpresas, assim como a colaboração da imprensa escrita e televisiva.

Fonte de informação: Grupo “Jungle Beat”
Texto revisto por: www.musicangolanatuga.blogspot.com

quinta-feira, 17 de março de 2011

Hoje dia 17.03.2011 - Propaganda "mail music download free" by PM Lirical Blog Oficial

Em desenvolvimento à divulgação individual em que nos debruçamos no ano passado, divulgando temas inéditos do rapper PM aka Poderoso Mensageiro. Este ano vimos novamente movimentar este ambiente, divulgando os quatro temas já divulgamos e expostos para escuta em www.myspace.com/pmlirical, agora enviando pelo email pmlirical@hotmail.com, anexando os Sociais Media Releases correspondentes aos temas, flyers publicitários ou links de vídeos online.

Fonte de informação cedida por: PM LIRICAL - BLOG OFICIAL.

Mais sobre PM, informação - Fonte da Biografia: PM LIRICAL - facebook

Biografia artística actualizada 24.01.2011:

PM (Poderoso Mensageiro) aka Lirical, é assim como é conhecido o músico angolano Ivair Coimbra no panorama musical angolano e português. Natural de Benguela, nasceu em Outubro de 1981, na ténue linha entre a cidade e a periferia da terra das Acácias Rubras. Actualmente reside em Portugal.

Apaixonado por arte desde novo, pelo desenho, pintura, dança e trabalhos manuais, começa a rimar em 1995. Primeiro dedica-se a escrita e recitação de poesia e mais tarde a rima por influência de um primo que já fazia rap, isto na cidade do Lubango na província da Huíla, onde estudava. Foi um período que durou quase dois anos.

Em 1997 regressa a Benguela e funda “Soldados de rua” o seu o primeiro grupo, nesse período adopta o codename “dnrhymes (Don Nado Rimas)”. Já mais interessado por causas sociais e humanas, ingressa ao Curso de Ciências Sociais no Instituto Pré-Universitário de Benguela (PUNIV).

No a seguir, em 2008, se envolveu num outro grupo de nome C.B.O.S. (Crazy Boyz On Stage). Não se limitando a corrente ideológica do grupo, forma um projecto solo com a cumplicidade do grupo, aí já rimava iluminado pelo alter-ego “PM”.

Em 2000 emigra para Portugal, devido a guerra civil em Angola, na bagagem carrega
a veia de autor independente, sempre com pensamento e ideias de intervenção social. Já em Lisboa, esbarra nas dificuldades normais de integração, mas assume uma luta pela mudança de consciência, apresentando-se no seio do movimento hiphop português como rapper de interveção social pró humanista, aka o Lirical.

Em 2001 estreia-se nos palcos portugueses, em 2002 criou a editora independente “Lirical Prod. Underground”, actualmente “Lirical Record”. No mesmo ano, edita o Maxi Single “Niggaz”, em 2003 lança a Compilação “Ideologia Negra” disco sustentado na consciência de grupo, suportada pelo conceito “Novas Bases”.

Em 2004, edita o primeiro álbum de originais intitulado “Espírito Afrikano (Historial Rapretu) ”. Desloca-se a Angola, propriamente á Benguela e realiza um dos seus sonhos, lançar o seu primeiro CD na sua terra natal. Em 2008 edita o “Projecto R.A.P.”, cujo objectivo foi angariar fundos para o projecto da “Aldeia de Crianças SOS de Benguela”, 20% da receita das vendas foi convertida em material didáctico.

Sempre atento a cultura Hip-Hop, apoia a cria pequenos projectos musicais, trabalhando com novos valores, na criação de projectos, desde Mix Tapes a Maxis e Singles.

PM já dividiu o palco com, Diva Gare, Nelzy, GMS, Chullage, Lweji, Keita Mayanda, MCK, Big Nelo, Eliei, Hélvio, Anselmo Ralph, Fat Joe, Akon, Ashanty, Ja Rule e muitos mais. As performances ao vivo de PM já foram vistas em Portugal em salas de referência como, Pavilhão Atlântico (Lisboa), Casino Estoril, IPJ-Oriente, Discotecas Mussulo, Luanda, a associações sociais. Em Angola, PM já actuou no Maimi Beach, Espaço Baia, Lobitos Café, Solar dos Leões, Trilhos Club, Grande Hotel da Huila e Elinga Teatro.

Porém, a sua postura contrapõe qualquer tipo de animosidade, relativamente a confrontos líricos ou verbais que assume e os que ultrapassou. Difunde a sua cultura como acto de fé e de identidade, sem qualquer tipo de receio ou preconceito. Familiarizar-se com novos valores culturais, vê com naturalidade nas relações humanas, sempre com pensamento positivo acreditando na fé e luz humana.

A mensagem de PM assenta na educação e cultura dos seres humanos, como factores essências para o desenvolvimento colectivo e individual de cada individo. Em PM destacam-se, a iniciativa, a batalha e uma ideologia firme, sobretudo um carácter bastante peculiar e filantrópico.

Desde a sua génese rapper, acredita no dar e receber, ciclo da vida resumido na simples constatação, quanto mais fazemos o bem a outras pessoas, méis ele se reflecte em nós. PM defende ainda, que a indiferença humana, descrenças, invejas, só existem porque muitas vezes receámos assumir quem somos na realidade.

“Raízes (Terapia humana) ” o seu 2º album de originais, será lançado brevemente em Portugal e Angola.

Biografia by: António Silva Santos (Jornalista da RDP África).

terça-feira, 15 de março de 2011

Mais um tema da kudurista "Própria Lixa" no nosso rádio blog

Própria Lixa, de certo uma das grandes Kuduristas angolanas, como referência, damos-vos a ouvir mais um dos seus temas, a música "É pra avacalhar", muito pesada. Tema que faz parte do repertório escolhido para o seu primeiro CD intitulado "Tremura", disco este editado no ano passado.

Nós MUSICANGOLANATUGA, temas este CD á venda por encomenda. Podes encomenda-lo ao valor unitário de 10€ + portes de envio.

Mais sobre a Kudurista Própria Lixa, ler:

Irene Lima, de vulgo artístico Própria Lixa assim como é conhecida nas lides do movimento Kuduro, nasceu em 1985 na província de Luanda em Angola. Com nove anos de percurso musical como Kudurista, tem agora o seu primeiro álbum discográfico de originais intitulado “Tremura”, editado em 10 de Julho de 2010, sendo uma das mais recentes apostas da LS Produções.

No seu percurso pelo mundo da música, Própria Lixa já brindou o público angolano com vários sucessos inéditos, a salientar realçam-se os temas conhecidos como Sabaló (Tremura), Dança do Zongoló e Udam. Para este álbum, nos traz dez temas musicais e conta com as participações dos Kuduristas Sebém, Nacobeta, Puto Portugês, Puto Dick Lerck e Dama lda.

Própria Lixa já participou em vários espectáculos, esteve nos mesmos palcos em que pisaram artistas conceituados do panorama musical angolano, tais como Anselmo Ralph, Big Nelo, Noite e Dia, entre outros. A mencionar alguns espectáculos destacam-se, o seu préstimo na actividade da “Alemanha 2006” em que Angola participou no campeonato do mundo de futebol, mas a actuação que mais a marcou foi ter feito a abertura do um Show do músico internacional Busta Rhymes, no Pavilhão Atlântico em Lisboa.

Neste momento, a Kudurista encontra-se em Portugal a promover o seu trabalho discográfico, que por sua vez promete arrasar muitas salas em terras de Camões. Sublinhando, Própria Lixa é actualmente uma das Kuduristas de referência em Angola, sendo mais um “produto” de elevado valor da LS Produções.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Jungle Beat - Dia 26 De Março no Kaombo Club

A dupla "Teta" e "100%", apresentam no dia 26 de Março pelas 23h/00h, o projecto "Jungle Beat" no espaço de entertenmento "Kaombo Club".

Apareça, porque nós já lá estamos. Até jaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

PÉROLA - CANTORA ANGOLANA EM PASSAGEM POR PORTUGAL

A cantora angolana Pérola, encontra-se em passagem por Portugal, no âmbito da conclusão do seu dvd, gravado em Luanda no dia do espectáculo de apresentação do seu álbum "Cara e Coroa", segundo afirmou em breve entrevista no programa "Portugal no coração" da RTP1.

Vejam as imagens da sua performance no programa Portugal no coração, clicando nos links que seguem:

Pérola – Doida (Performance RTP1 – Programa “Portugal no coração”)
http://www.youtube.com/watch?v=cGezoSSQwEA

Pérola – Omboio (Performance RTP1 – Programa “Portugal no coração”)
http://www.youtube.com/watch?v=LCPNFfFEEbI


Segundo fonte da LS Music sucursal em Portugal, destinada a promoção da música angolana neste espaço, a cantora gravou também para o programa "Músicas d´África", brevemente irá rodar no canal da RTP África.
Pérola, a grande Diva da música angolana.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

FEEL GOOD CLUB "SUSSUSSU" - NOVO ESPAÇO REQUINTADO PARA SE VIVER ANGOLA EM PORTUGAL

Feel Good Club Sussussú é o espaço que à muito os apaixonados e amantes da boa música Angolana (no qual se destaca o género musical “Semba”) necessitavam para melhor confraternizarem aos ritmos quentes e tropicais de Angola.

Qualidade, Requinte e Glamour são para já sinónimos de sucesso, o que obriga a uma selecção privilegiada dos seus associados e potenciais clientes. O espaço comporta zonas de Reservado e Vip para associados com cartão Platina e Gold, para além de zonas opcionais mediante reserva, sendo que a lotação máxima deste espaço é de 160 pessoas.

O Club funcionará com Matinée e Soirée, onde o traje clássico ou formal é obrigatório, oferecendo também um serviço personalizado e profissional a todos os seus clientes e associados.

Sendo que a música é um dos factores culturais de união entre povos, convidamos-vos a fazer parte deste Club de sucesso, que conta já com o apoio da LS Music – Sucursal em Portugal, dando um modesto contributo á cultura nacional.

Obs: Segundo a gerência deste novo espaço, situado na Rua Andrade Corvo, nº 27B - 1050-008 Lisboa, para o dia da inauguração a entrada será feita mediante a apresentação de convite.

Feel Good Club "Sussussú" (Com a qualidade do Semba)
email: geral@sussussu.com
contacto movél: +351 939554053
site: www.sussussu.com

O CD DO MÚSICO PUTO PORTUGÊS INTITULADO "GERAÇÃO DO SEMBA" - JÁ A VENDA EM PORTUGAL

O Cd do músico Puto Português intitulado “Geração do Semba”, já se encontra a venda em Portugal.

Podes encomenda-lo neste espaço, enviando-nos o seu pedido para o email: musicangolanatuga@hotmail.com

Para saberes mais sobre o músico Puto Português, lê mais a baixo:

O músico angolano Lino Serqueira Fialho, conhecido como Puto Português no seio do panorama música angolano, aos 23 anos de idade, lança no mercado a sua primeira obra discográfica de estilo Semba.

Puto Português residente em Luanda no Bairro Terra Nova. Foi ali que, aos 11 Anos começa a ser notória a sua inclinação para música, inicialmente cantava o estilo Kuduro onde se destacou, juntamente com o seu parceiro Nacobeta.

Em 2008, lançam o primeiro CD intitulado “A Dupla”, um ano depois, surge o segundo intitulado “Kuduro is life”. Porém, Puto Português decide dar um novo rumo a sua carreira musical, enveredando para outro estilo musical, o Semba.

Em Dezembro de 2010 lança o seu primeiro álbum de originais, intitulado “Geração do Semba”, no qual trabalhou com vários músicos e produtores do mercado angolano. Entre os quais é de destacar Paulo Flores, Pérola, Ary entre outros.

Deste, podemos avançar que muitos dos temas que o integram, têm feito muito sucesso nas pistas de danças, assim como as músicas “Ta Malé”, “Histórias para contar”, “Arranjei só” e “Monami”.

Este projecto é mais um produto que vem a enriquecer o mercado musical angolano.